Atualizado em 18/06/2024
A+ A-

ll Training Day é realizado no Hospital e Maternidade Santa Isabel e teve como tema prevenção de infecção de sítio cirúrgico

27/05/2024 às 11:37:13

       O Centro de Estudos Dr. Carlos Firpo, em parceria com o Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) e o Núcleo de Segurança do Paciente (NSP), promoveu um treinamento intensivo focado na prevenção de infecção de sítio cirúrgico. A iniciativa ocorreu em alusão ao Dia Nacional do Controle das Infecções Hospitalares e ao Dia Nacional de Combate à Mortalidade Materna, ambos celebrados no mês de maio.

        O evento, denominado "Prevenção de Infecção de Sítio Cirúrgico", contou com a participação de profissionais de saúde de diversas áreas, incluindo médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e outros colaboradores da instituição. Durante o treinamento, foram abordadas as melhores práticas e protocolos atualizados para a prevenção de infecções no ambiente cirúrgico, um dos principais desafios enfrentados pelos hospitais.

       Foi discutida também, a relação entre infecções cirúrgicas e complicações pós-parto, ressaltando a importância de estratégias de prevenção para proteger as mães durante e após o parto.

       Ao longo do dia, foram realizadas 4 oficinais simultâneas com os profissionais da saúde, sendo:
1. A higienização das mãos na prevenção de infecção do sitio cirurgico, ministrada pelas entermeiras Cristiane
Freire, Lilian Bonfim e Rose Carla.
2. Abordagem cirúrgica com técnica segura (manhã), ministrada pelo obstetra Dr. George Correia e a enfermeira
Mariany Sales.
Cesariana: uma abordagem técnica segura (tarde), ministrada pela obstetra Dra. Maria Carolina.
3. Postura ética na cirurgia segura, ministrada pelas enfermeiras Sheyla Gomes e Priscilla Costa e pelas estudantes de enfermagem Mariana Palmeira e lanne Bonifácio e Beatriz.
4. Aplicabilidade do checklist de cirurgia segura, ministrada pelas enfermeiras Suyane Queiroz, Soraia Maria e Carla Soraia.


As oficinas capacitam os profissionais para promover a diminuição das complicações e infecções e consequentemente, da mortalidade materna.